Steve McCurry - Alma Relevada

Sexta eu fui para SP (sim, com aquela chuva) ver as fotografias do Steve McCurry no instituto Tomie Ohtake, tinha cerca de 100 imagens que passam pelos muitos lugares e muitas cores vivas presentes no trabalho do fotógrafo americano, trazendo também as guerras, o 
atentado de 11 de setembro e seu último rolo Kodachrome.
Reconhecido universalmente como um dos maiores criadores de imagens da atualidade, o
autor da famosa foto da menina Afegã e membro da Magnum Photos desde 1986 conquistou
vários entre os mais importantes prêmios da fotografia. 



As cores vivas que ele usou, incrível como ele esteve na hora certa e no momento certo para tirar a foto.

                                             

A exposição reúniu alguns dos mais marcantes e reconhecidos grupos de imagens de países como a Índia, Paquistão e Nigéria. 






 A exposição, contudo, não ignora a produção feita por McCurry ao pensar visualmente a marca dos conflitos geopolíticos que marcaram as últimas décadas,

e traz um abrangente recorte destas  cenas.
Nesse conjunto, vemos as cicatrizes da violência diretamente incrustadas nas terras das regiões
afetadas, contextualizadas pelo mesmo território impressionante cultural e geograficamente que se revela na primeira parte da exposição. O destaque, então, se dá pela inclusão de seis fotografias feitas em 11 de Setembro de 2001, em Nova York. A diferença entre a destruição das torres gêmeas e os inúmeros conflitos registrados, por exemplo, no Kuwait, é que o ataque em solo americano foi transmitido em tempo real para todo o planeta. 





Foi a melhor exposição de fotografia que eu fui ate hoje, as fotos ficavam muito perto o que dava para ver cada detalhe.

A exposição infelizmente acabou hoje mas quem sabe virão outras iguais essa.




____________________________________________________
Com amor, Baárbara Paz Martinez



Comente com o Facebook:

Postar um comentário